20180403 Posse de servidores dest interno 02
Na imagem acima, servidores sendo empossados no auditório do Ed. Sede, em São Paulo-SP

Na tarde dessa segunda-feira (2), 38 novos servidores efetivos tomaram posse no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região. Foram providas 1 vaga de oficial de justiça avaliador, 13 de analista judiciário – área judiciária, 4 de analista judiciário – área administrativa, 19 de técnico judiciário – área administrativa e 1 vaga de técnico judiciário tecnologia da informação. A solenidade ocorreu no auditório do Ed. Sede, na capital paulista.

20180403 Posse de servidores dest interno 01Ao dar as boas-vindas aos novos servidores, o presidente do Regional, desembargador Wilson Fernandes (na foto à esquerda), afirmou que essa posse tem um significado especial. "Estamos perdendo muitos servidores e tendo muita dificuldade em conseguir repor essas vagas por conta do corte orçamentário. É uma satisfação e um alívio muito grande empossar vocês".

Após o juramento, realizado pelo servidor Reginaldo Brito por ser o primeiro convocado desse grupo , o presidente do Tribunal deu a posse aos novos servidores.

Em seguida, a juíza e coordenadora do programa Servidor Acolhedor, Luciana Bezerra, parabenizou os empossados e falou sobre o projeto desenvolvido no TRT-2. "O objetivo do Servidor Acolhedor é ajudar vocês a serem inseridos no Tribunal, é fazer com que se sintam acolhidos." Emocionada e relembrando sua trajetória no TRT-2, a juíza desejou felicidades a todos.

E esse sentimento já estava estampado no sorriso de cada um. Para o técnico administrativo Edson Novaes, que estudou para concursos na área durante dois anos, esse momento é "a realização de um sonho, é uma mistura de ansiedade, nervosismo, felicidade e gratidão". Sensação compartilhada pela colega aprovada para o cargo de analista administrativo Nara Cristina de Rezende. Nara, que trabalhava como professora de português, considerou este um "momento novo, que inclui mudança de cidade e de área de trabalho. É um alívio após seis anos estudando". A nova servidora parabenizou ainda a "recepção calorosa preparada pelo TRT-2".

20180403 Posse de servidores dest interno 03Para encerrar o primeiro dia da capacitação dos novos servidores, o juiz auxiliar da Presidência Marcos Neves Fava (na foto à direita) fez uma palestra abordando a organização e o funcionamento do Tribunal. Na sua apresentação, trouxe dados que mostram que, após a vigência da Lei 13.467/2017, conhecida como reforma trabalhista, os números de contrato de trabalho diminuíram. "No trimestre encerrado em fevereiro de 2018, o país tinha 33,126 milhões de pessoas com carteira assinada, menor nível da série histórica. Já no trimestre de setembro a novembro de 2017, eram 33,218 milhões de trabalhadores com registro", apontou ele.

Outra informação trazida pelo magistrado foram os 450 mil processos distribuídos em 2017 nas mais de 200 varas do trabalho existentes no TRT-2. E será nessas unidades de 1º grau que a maioria dos servidores novos será lotada.

Por conseguinte, referindo-se à Resolução nº 219/2016 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o magistrado enfatizou que a priorização de alocação de pessoal é na Justiça de 1º grau. "A política assumida pelo CNJ exige que se voltem os olhos da administração a esse setor."

Prestigiaram a cerimônia a vice-presidente administrativa, desembargadora Cândida Alves Leão, o vice-presidente judicial, desembargador Carlos Roberto Husek, o diretor da Ejud-2, desembargador Adalberto Martins e a diretora-geral da administração, Rita Kotomi Yuri.

Capacitação

A capacitação para os novos servidores ocorre até o próximo dia 13. Nesse período, os recém-empossados terão a oportunidade de conhecer algumas unidades administrativas e o funcionamento de sistemas utilizados no TRT da 2ª Região.

Além disso, de forma inédita no Tribunal, os novos servidores terão a oportunidade de aprendizado prático em varas do trabalho após a formação teórica. Mais de dez varas localizadas na Barra Funda receberão e acompanharão os servidores em atividades da secretaria e da sala de audiência para aprendizado genérico. Serão cumpridas tarefas de rotina, inclusive minuta de despachos ordinatórios.

De acordo com a Assessoria de Gestão Estratégica e Projetos, que coordenou a experiência, o objetivo é deixar o servidor mais integrado e preparado para as atividades na instituição. 

camera icon 1Clique acima para ver o álbum de fotos 

Texto: Silvana Costa Moreira; Fotos: Décio Samezima – Secom/TRT-2